AGOSTO LILÁS PROMOVE CONSCIENTIZAÇÃO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Notícia

AGOSTO LILÁS PROMOVE CONSCIENTIZAÇÃO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

AGOSTO LILÁS PROMOVE CONSCIENTIZAÇÃO PELO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Inserida no calendário oficial de eventos do Paraná através da Lei nº 19.772/2019, a campanha “Agosto Lilás” tem uma semana dedicada a ações de prevenção, conscientização e enfrentamento à violência contra a mulher, além de aumentar o conhecimento sobre a lei federal 11.340/2006 – a Lei Maria da Penha.
Além de uma ampla campanha nacional, os municípios costumam realizar ações localizadas. Em Umuarama, o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas)/ Centro de Referência de Atendimento à Mulher (Cram) investiu na divulgação da Lei Maria da Penha e em orientação para o combate da violência contra as mulheres.
Ligado à Secretaria Municipal de Assistência Social, o Creas/Cram atende e acompanha vítimas da violência doméstica no município. Dentro do “Agosto Lilás”, uma equipe de três servidoras está visitando as feiras para distribuir um marcador de páginas com telefones para denúncias e apoio às mulheres que sofrem violência, informou a coordenadora Aline Moreno de Camargo.
Na última sexta, a equipe esteve na feira da Av. Padre José Germano Neto Júnior (em frente aos armazéns do antigo IBC) e nesta quarta-feira, 11, das 17h às 19h, é a vez da feira realizada ao lado do Estádio Lúcio Pipino, próximo do Sesc/Umuarama.
“Nossa equipe do atendimento à mulher está fazendo a diferença nesta luta mesmo em tempos de pandemia, pois a violência doméstica permanece. Este é um momento de orientação e divulgação do serviço prestado às mulheres que passam por situações de violência. Parabenizamos nossa orientadora jurídica e toda a equipe pela iniciativa, que nos enche de orgulho”, agradeceu a chefe da Divisão de Proteção Social Especial, Sandra de Sousa Oliveira Prates.
Mulheres que vivenciem essas situações contam, em Umuarama, com um espaço destinado ao atendimento e acompanhamento no Creas/ Cram, na Rua Pinguim, 3302, Zona VI. O fone de contato é o (44) 3906-1101, mas há outros canais de denúncia que também podem ser acionados:
Delegacia da Mulher – (44) 3639-6557
Polícia Militar – 190
SAMU – 192
Guarda Municipal – 199
Disque denúncia – 180
HISTÓRIA
A campanha Agosto Lilás completa 15 anos divulgando a Lei Maria da Penha e amparando as mulheres vítimas de violência física, sexual, psicológica, moral ou patrimonial em âmbito nacional. É um momento em que diversas ações buscam conscientizar a sociedade e as próprias vítimas sobre os vários tipos de violência existentes, além da divulgação das formas de denunciar.
A violência afeta mulheres de todas as classes sociais, idades, níveis de escolaridade, raça e religiões. Pode ocorrer em casa, entre pessoas da família ou pessoas próximas, mesmo sem a convivência sob o mesmo teto. O agressor é, geralmente, o marido ou companheiro, namorado, ex-marido, ex-companheiro, ex-namorado ou ainda o pai, irmão, tio, avô e outros parentes. Mas a violência também pode vir de outra mulher, como a mãe, sogra ou cunhada.
Desde o começo da pandemia, pesquisas alertam para o aumento da violência doméstica e colocam como fatores principais o maior tempo de convivência com agressores e a dificuldade em procurar ajuda durante o isolamento.

[elfsight_instagram_feed id="1"]