COE CONFIRMA REDUÇÃO NOS CASOS DE COVID-19, MAS REFORÇA PEDIDO DE CUIDADOS

Notícia

COE CONFIRMA REDUÇÃO NOS CASOS DE COVID-19, MAS REFORÇA PEDIDO DE CUIDADOS

COE CONFIRMA REDUÇÃO NOS CASOS DE COVID-19, MAS REFORÇA PEDIDO DE CUIDADOS

O Centro de Operações de Enfrentamento à Covid-19 (COE Municipal) reuniu-se nesta quinta-feira, 15, com representantes dos hospitais locais, Pronto Atendimento 24h, Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Umuarama (Aciu), Ministério Público Estadual e Conselho Municipal de Saúde, além de empresários do setor de eventos como ouvintes, para atualizar as informações sobre a pandemia de coronavírus.

A secretária municipal de Saúde, Cecília Cividini, informou que no primeiro trimestre do ano foram realizados 16.159 atendimentos no PA 24h e 10.989 no ambulatório de síndromes gripais, de pessoas com sintomas respiratórios.

“Também tivemos atendimentos nas UBS, que ainda não foram totalizados, e diretamente nos hospitais. Embora o número de casos positivos tenha diminuído (a média móvel vem recuando há três semanas), muitas pessoas ainda têm procurado o médico com suspeita de infecção. Portanto, não podemos descuidar”, recomendou.

A escassez de medicamentos específicos para pacientes graves de Covid-19 ainda é um problema persistente nos hospitais e no PA, que funciona como um hospital de campanha, o que tem levado o município a ‘emprestar’ remédios de cidades próximas, além dos repasses da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

As mortes por complicações do coronavírus ainda estão altas em Umuarama, porém a taxa de mortalidade local é menor do que em cidades de porte semelhante no Estado e até com populações menores.

Até quarta-feira, 14, foram confirmadas 141 mortes em Umuarama e 310 na área da 12ª Regional de Saúde – com metade da população da região, a cidade apresenta menos mortes que os demais municípios.

“Outro problema é o longo tempo de internação dos pacientes graves, mas o lado positivo é que a fila de espera por leitos reduziu drasticamente graças à diminuição no número de casos positivos – reflexo das medidas restritivas implantadas pelo município e pelo Estado nas últimas semanas”, acrescentou Cecília.

O infectologista do município, Ricardo Perci, reforçou o apelo para que a população mantenha os cuidados preventivos, especialmente o uso correto da máscara, o distanciamento em filas e locais públicos, evitar aglomerações e contatos próximos, manter os cuidados ao frequentar o comércio e higienizar constantemente as mãos com álcool gel. O agente de saneamento Franzimar Siqueira de Morais foi apresentado como novo coordenador da Vigilância Sanitária pela diretora de Vigilância em Saúde, Maristela de Azevedo Ribeiro, bem como o novo diretor da Atenção Primária em Saúde, o enfermeiro Lucas Heitor Almeida Papa Manzano.

TESTAGEM
A chefe da Covisa, Maristela Ribeiro, também anunciou que o município iniciará nos próximos dias testagem em massa da população nas regiões com maior incidência de casos de Covid-19, que são as regiões das UBS Jardim Lisboa, Jardim Cruzeiro (Cohapar III) e Centro de Saúde Escola, com apoio dos alunos de Medicina da Universidade Paranaense (Unipar). “Informamos à população que as equipes vão bater de porta em porta, nesses bairros, orientar sobre a atividade e oferecer o teste, todos devidamente identificados e com os cuidados de segurança necessários”, explicou.

“Analisamos todas essas informações, tendências, a situação dos leitos hospitalares, medicamentos, taxa de contágio, enfim, uma série de fatores para recomendar ao prefeito Celso Pozzobom decisões sobre medidas de enfrentamento, sejam de flexibilização ou de restrição de atividades.

Tudo é embasado em informações e uma avaliação geral do quadro que pode mudar repentinamente. O nosso desejo é que a situação esteja normalizada o quanto antes para todos os setores”, completou a secretária Cecília Cividini.

Envie sua mensagem Ouvinte Bianca FM